deus por perto

.
há onze anos, num domingo de páscoa como esse, subimos e descemos a serra de maranguape. você tinha me beijado. eu tinha te beijado. o mundo havia girado e eu não conseguia ver colibri, nuvem acima de nossas cabeças, fortaleza ao longe, deus por perto. eu só via você e suas descobertas e seus cuidados com meu sedentarismo. não era banho de cachoeira que me importava: eram seus olhos pousados nos meus.

onze anos depois, você ainda em mim, sem beijos, mas com amor.

é muito bom crescer e saber-te parte enorme das coisas todas de dentro de mim. tempo de transformação,
amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s