eu fechei o ciclo. eu fechei os olhos.

Lançamento da Carta das Responsabilidades CONFINT 2010/Brasília-Brasil

.
todas os oficineiros e facilitadores que estão de colete verde deverão descer primeiro e formar uma corrente humana para proteger os delegados, até o congresso nacional. minha pele arrepiou-se inteira. desci daquele ônibus, deixando para trás a delegação de crianças paraguaias e me misturando numa pressa e precisão aos demais responsáveis pelo ‘cordão humano’ de proteção das quase 500 crianças vindouras dos cinco continentes planetários. eu não era somente mais uma: eu estava a proteger um sonho.
caminhei rumo ao gramado e logo outro alguém de colete verde segurou a minha mão. trocamos olhares cúmplices e nenhuma palavra sobre o que fazíamos. eu tinha certeza de que minha expressão era de alguém que fica bestificada com a magia que era aquilo que estávamos vivenciando.
eu fui a última da ciranda gigante de quase 800 pessoas. eu fechei o ciclo. eu fechei os olhos.

NOTA:
Participei da CONFINT 2010 – Conferência Internacional Infantojuvenil – Vamos Cuidar do Planeta. Entre os dias 31 de maio a 11 de junho estive instalada num grande Centro de Treinamento, no interior de Goiás, cidade de Luziânia, Centro Oeste do Brasil. Cerca de 48 países participaram dessa Conferência e, com isso, os espaços do hotel transformou-se numa grande babel de idiomas.

NOTA DE AGRADECIMENTO:
Coordenação Geral da CONFINT
Pela realização e o sempre cuidadoso afeto com os muitos mundos, Rachel Trajber, lhe agradecemos.
Equipe de logística, bem-estar e capacitação
Por todo o carinho, o cuidado, os encontros e atenção.
Ao CNTI
Pelo conforto, a segurança, o verde, as concessões, à boa alimentação, entre outras coisas.
Aos Oficineiros
Pela partilha de sonhos e desejos, pelas risadas nos corredores e quartos, pelas boas e grandiosas conversas sobre educação ou sobre amor, e, sobretudo, pelas mais sinceras cumplicidades e entrega de afetos, agradecemos.
Aos Facilitadores
Pelo carinho e cumplicidade.
Aos Delegados
Para quem essa Conferência foi planejada e realizada, pelo ânimo de juventude.
À Fernanda Meireles
Pela confiança e alegria em ofertar a experiência.
Ao Projeto Cala a Boca Já Morreu
Pelos afetos, pela compreensão e aposta em nosso trabalho e, principalmente, por nos atentarmos que muito mais aprendemos do que ensinamos.
Nossa família
Pais, irmão, Flávia Oliveira e Ingrid’Lima, pelo incentivo, pela atenção, generosidade e existência.
Nossos amores
Por todo o amor, saudade, estímulo e pela certeza da espera.
Nossos trabalhos
Secretaria de Direitos Humanos de Fortaleza e Centro Cultural Bom Jardim, pela compreensão com as ausências e o incentivo no âmbito das sustentabilidade: emocional, profissional e ambiental.
Universidades
Universidade Federal do Ceará – UFC e Universidade Estadual do Ceará – UECE, por todos os professores e coordenações que souberam nos compreender nessa tão louvável empreitada e por acreditarem que o conhecimento é também adquirida além dos bancos acadêmicos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s