o amor retorna ao reino

.
apressei o passo e cruzei a porta automática: coração na boca, atrasada vinte minutos, frio na barriga e a encontro sentada, ao telefone, com o olhar inseguro de quem atravessa o país inteiro com o atrevimento de chegar perto do que lhe é afeto. abraçamo-nos, picolé de napolitano e brigadeiro, mil sacolas de presentes e um cabelo de pontas azuis a premeditar os dias celestiais.
três anos e quatro meses depois eu, de novo no aeroporto, adiantada quarenta e cinco minutos, mãos trêmulas e geladas, vestido azul marinho, chiclete de hortelã e a espera infinita de quem aguarda a mais destemida das criaturas a atravessar um mundo inteiro de possibilidades, que vivenciou histórias surreais e se entrega no olhar, quando estão se cruza ao meu – me sabe e me contem – caminha dois passos, me abraça, me aperta forte, me recebe e se aninha:
o amor retorna ao reino.

Anúncios

2 comentários sobre “o amor retorna ao reino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s