a temporada de cada ser

.

enquanto as louças são lavadas em água mineral, eu purifico meus pensamentos em tentativas vãs de não mandar você ir ao inferno. porque isso aqui é o paraíso, meu bem: a gente se molda, se modifica, se aprimora uma pra outra e aí dá nisso: depois de um dia longo e exaustivo, cada uma tenta se desfazer das armaduras da profissão e deseja somente a entrega dos anseios, dos desejos dos corpos, do quietar a alma, mas aí vem a temporada de cada ser, o tempo-rei de cada estação e cá estamos nós, sem saber como proceder, como prosseguir, como reagir diante do apelo do corpo, teu corpo que me exige e meu corpo que não acompanha. certa de que tudo se encaixará, ouço um mantra abusado que faz par com esse meu peito aflito: tudo passará.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s