uma alteração no fluxo diário, uma pausa, um hiato

.
uma alteração no fluxo diário, uma pausa, um hiato.
veio com urgência essa necessidade de parar, respirar, observar-me, querer-me bem. dezenas de questões e o peito ofegante todo tempo. colapso nervoso, os médicos sentenciam. calmantes, relaxantes, música para meditar, amor carinhoso e ainda aqui o medo do mundo, o pânico dessa alteridade e a grande vontade de recomeçar, mesmo sem saber por onde.
atestado médico, vontades, degraus, a rua lá fora pedindo velocidade, o pão não chega, a conta no banco insiste em escarlate, fim de ano e tudo reluz lá por fora. troco lâmpadas, cruzo os dedos, passarinho canta comigo, folhas revoam num amontoado de planos e palavras.
como perdemos o equilíbrio das coisas? como podemos nos desprender de tanto cuidado? como ofertar segurança quando se caminha pelo meio-fio?
parei um pouco para não paralisar. logo recomeço o caminhar. meu cardume é dos que fazem o que gostam, acredito, sei e sinto isso.

NOTA: essa ilustração-letra-palavra-poema é da Letícia Novaes, que embalou a escritura desse post.

Anúncios

Um comentário sobre “uma alteração no fluxo diário, uma pausa, um hiato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s