sobre viver no Crato

.

cento e tantas mil pessoas acordam aqui. um pouco mais, um pouco menos. o sol se achega de mansinho, ainda o frio da madrugada a permanecer nos espirros e cara de sono dos que se apressam a ir para as escolas, os trabalhos, os encontros. a vida vai desfilando mezzo devagar, cada um com seu tempo. o som potente do carro esbraveja no surprises. me arrepio, me emociono e todo dia é isso, essa reafirmação: foi a escolha mais certa.

a tarde não pede licença para ficar e já vai permanecendo o desejo do anoitecer e das estrelas que podemos visualizar na limpeza de um céu sem nuvens, de um céu que só pode ser visto longe das indústrias e fumaças das capitais. morar no Crato não é morar no interior, aqui é o Crato! simples assim, sem bairrismos, sem desvantagens, sem jecas, sem leviandades. morar no Crato, outrossim, é morar no interior, viajar todo dia para dentro do mais profundo de mim, do achar-me, do perder-me e ter essa certeza, esse quentinho no coração de que os tempos vindouros já são meus, já chegaram, repletos de luz, de pé direito, de surpresas magníficas e encantadoras.

Cratim de açúcar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s